O que vem à rede Sara Figueiredo Costa
Reuters

Uma livraria que renascerá dos escombros
Entre o tanto que ficou destruído em Gaza depois dos mais recentes bombardeamentos do exército israelita, uma livraria promete não baixar os braços e voltar a erguer-se dos destroços.

Shaban Esleem tinha uma livraria em Gaza, cuja história se tornou conhecida pelos piores motivos. Fundada em 2014, a livraria Iqra sobreviveu a vários ataques do exército israelita, até meados de Maio deste ano, altura em que ficou reduzida a ruínas na sequência de mais um bombardeamento sobre a Faixa de Gaza. Sem baixar os braços, e contando com o apoio de um amigo radicado no estrangeiro, o livreiro criou uma plataforma de apoio financeiro que, em poucos dias, recolheu o dinheiro necessário para reconstruir a livraria. A notícia saiu no Público, com origem na Agência Reuters, e aí se descreve o processo de recolha de fundos e os projectos para o futuro. Agora, o grande obstáculo é levar o dinheiro até Gaza: «“Ainda não consegui ter acesso ao dinheiro e pode ser difícil trazer esta quantia para Gaza”, diz Esleem, manifestando a preocupação de que o bloqueio de longa data de Israel ao enclave possa dificulta a recepção dos fundos. Israel alega preocupações de segurança com as restrições a Gaza, às quais os palestinianos chamam punição colectiva.» Na plataforma de apoio, o dinheiro extra que continua a ser doado por pessoas de diferentes partes do mundo será encaminhado para várias outras livrarias de Gaza, também atingidas, em maior ou menor grau, pelos bombardeamentos.

→ www.publico.pt