Blimunda # 36, maio de 2015

capa_blimunda_maio

Descarregar português
Ler no Scribd

O número 36 da revista Blimunda arranca com uma revelação. Em Junho realizar-se-á no México um encontro entre académicos, intelectuais e pensadores de várias nacionalidades para colocar em marcha um desafio lançado por José Saramago: a criação de uma Carta dos Deveres Humanos. É sobre essa iniciativa que o editorial da revista se debruça. Mais adiante, a Blimunda desembarca em Matosinhos para acompanhar o LeV – Festival Literatura em Viagem, de lá trazendo histórias contadas por Sara Figueiredo Costa e imagens de Pedro Loureiro. Na secção cinema, colocamos o Capitão Falcão, “o primeiro super-herói português”, na mira de João Monteiro, que coloca o irreverente filme que acaba de chegar aos cinemas de Portugal em diálogo com um outro filme, A Revolução de Maio, de António Lopes Ribeiro, de 1937. Colaboram nesta edição da revista o jornalista Fernando Alves, com um texto sobre o livro que narra a digressão do elefante Salomão e do Trigo Limpo Teatro ACERT, de Tondela, por terras de Dão Lafões, e também a professora Ana Paula Arnaut, da Universidade de Coimbra, que na secção Saramaguiana analisa o livro Diálogos com José Saramago, de Carlos Reis, agora reeditado. Para a secção Infantil e Juvenil, Andreia Brites preparou uma seleção de novidades literárias que serão lançadas no final do mês na Feira do Livro de Lisboa. Boas leituras, e até Junho, mês do terceiro aniversário da Blimunda e dos cinco anos da morte de José Saramago, a quem dedicaremos grande parte da próxima edição desta nossa e vossa Blimunda.