Blimunda # 35, abril de 2015

capa_blimunda_35_abril_2015

Descarregar português
Ler no Scribd

Precisamente três anos depois do arranque da revista da Fundação José Saramago, a 23 de abril de 2012, e para assinalar o Dia Mundial do Livro, é hoje publicada a edição # 35 da Blimunda.
Neste mês de abril, as perdas impõe-se e é preciso falar delas. O editorial da revista é dedicado a esses finais que são começos, como afirmou uma vez vez Eduardo Galeano, um dos grandes que partiu nos últimos dias e que nos deixará muitas saudades. Nas Leituras do Mês, Gunter Grass, Manoel de Oliveira, Galeano, François Maspero e Herberto Helder são recordados, publicando-se também deste último um conjunto de poemas escolhidos por Manuel Gusmão, Gustavo Rubim, Rita Taborda Duarte, Manuel Frias Martins e Manuel Alberto Valente.
Mas há muito mais nesta edição 35 da revista. 
A Blimunda esteve no Festival Rota das Letras, em Macau, e trouxe de lá uma conversa com Murong Xuecun, que nos conta como é ser um escritor na China dos dias de hoje. Viajámos também até Aveiro para acompanhar a The Child and Book Conference, este ano dedicado à análise de temas fracturantes neste género literário.
Em Lisboa, vimos e ouvimos a 13ª edição da Festa do Jazz do São Luiz, num dossier que inclui uma entrevista com o músico Carlos Martins, director artístico da Festa, e um texto do músico Matt Pavolka que, em 2008 actuou no São Luiz apresentando um tema composto a partir da última frase do primeiro capítulo de Ensaio sobre a Cegueira.
A propósito do centenário da revista Orpheu, esse acontecimento marcante para a arte e para a literatura do século XX, a Blimunda reproduz algumas páginas do número 3 da publicação, que nunca chegou a ser impresso.
Recuperamos também um texto de Pilar del Río, escrito no ano 2000, que fala sobre o modo como Sebastião Salgado vê e retrata o mundo.
Por fim, mas não menos importante, a secção Saramaguiana publica as palavras de Ondjaki e Adriana Lisboa ditas em Washington no mês passado, no tributo a José Saramago, integrado no Festival Iberian Suite.

Feliz Dia Mundial do Livro e boas leituras!

Advertisements