Blimunda # 29, outubro de 2014

capa_blimunda_29_outubro_2014

Descarregar português
Ler no Scribd

Levar a literatura até as pessoas, seja através do Teatro, das Feiras do Livro, Festivais Literários ou de Bibliotecas Itinerantes. Boa parte da Blimunda de outubro é dedicada a este assunto – que também é abordado por Pilar del Río no editorial. Ricardo Viel esteve na encantadora Segóvia, no Hay Festival, e voltou com histórias do encontro entre  grandes nomes da literatura, do jornalismo e do mundo dos livros com um animado e cúmplice público. Sara Figueiredo Costa conta como foi “fugir com o circo” por quatro meses e acompanhar a digressão do Trigo Limpo/Teatro Acert pelas terras de Viseu Dão Lafões com o espetáculo “A Viagem do Elefante”, adaptação teatral do livro homónimo de José Saramago. Andreia Brites revela os bastidores das fichas de leitura que a Fundação Calouste Gulbenkian manteve secreta durante décadas. Um contributo para o trabalho das bibliotecas itinerantes (as famosas carrinhas da Gulbenkian) que cruzavam Portugal no século passado levando livros aonde eles não existiam.

Os convidados desta edição da revista são Dulce Maria Zúñiga, diretora da Cátedra Latino-Americana Julio Cortázar que nos explica por que vale a pena ler o autor de Rayuela; e o ensaísta Eduardo Lourenço que recupera um texto escrito em 2003 e até agora inédito sobre a América Latina.

Na secção Saramaguiana publica-se um excerto do prólogo de A espiritualidade clandestina de José Saramago, livro de Manuel Frias Martins a ser publicado em breve pela Fundação José Saramago.

Esta é a nossa Blimunda # 29. Que agora também é vossa. Boas leituras!

Advertisements