Blimunda # 20, janeiro de 2014

capa_blimunda_20

Descarregar  português
Ler no Scribd

Blimunda de janeiro chega com um conjunto de novas secções e rubricas. No corpo central da revista um texto de Sara Figueiredo Costa traça o percurso de diferentes Almanaques, esses “livrinhos para o ano todo”, e visita-se Platero e eu, obra de Juan Ramón Jiménez que agora comemora o primeiro centenário, e que José Saramago acolheu na sua Jangada de Pedra.

Novidade na Blimunda, é a secção sobre Cinema, de responsabilidade de João Monteiro, cofundador do Cineclube de Terror de Lisboa e um dos programadores do MOTELx, que aqui dá continuidade do trabalho que tem sido desenvolvido por este festival ao longo destes anos, principalmente ao nível do cinema português. A secção Cinema terá uma periodicidade bimestral nas páginas da Blimunda.

Na secção infantil e juvenil, Andreia Brites conversa com Eduardo Filipe, um dos responsáveis pela ILUSTRARTE, Bienal Internacional de Ilustração que em 2014 está a viver a sua 6.ª edição. Inaugurada a 16 de janeiro, a ILUSTRARTE apresenta até abril o melhor que se faz na ilustração internacional, numa exposição que está patente no Museu da Electricidade. A acompanhar esta conversa, apresentam-se os trabalhos de 15 ilustradores que integram esta mostra.

A fechar, como habitualmente, a Saramaguiana regressa a 2005 e à participação de José Saramago no Fórum Social Mundial de Porto Alegre. Também presente nesta secção, uma análise à nova edição de A Maior Flor do Mundo, texto de José Saramago que conheceu no final de 2013 uma nova edição com ilustrações de André Letria.

Às restantes rubricas que compõem a Blimunda em todos os meses, juntam-se a partir de janeiro, a Estante, local de acolhimento de 8 livros recentemente editados, e o Dicionário de Literatura Infantil e Juvenil, que de A a Z trará entradas escritas por escritores, ilustradores, editores, professores.

No início de 2014, a Blimunda deseja a todos os seus leitores Boas Leituras!

Advertisements