Blimunda # 1, junho 2012

1284-361657429-1.pdf

Descarregar – português
Descarregar – espanhol

Ler no Scribd

Após um primeiro arranque, a revista literária digital da Fundação José Saramago ressurge agora com o nome de Blimunda. Esta mudança, motivada por razões administrativas relacionadas com o registo do nome da publicação, levou a que o nome da mulher protagonista de Memorial do Convento, aquela que coleccionava vontades e que via o interior das pessoas, desse agora o nome e personalidade a este espaço electrónico que mantém os objectivos da Fundação José Saramago. Centrada em questões literárias, a Blimunda não perderá de vista os restantes princípios que orientam a Fundação, como a defesa do meio ambiente, a valorização da cultura portuguesa, literária e não só, e aqueles que estão plasmados na Carta Universal dos Direitos Humanos e na Carta de Deveres Humanos sobre a qual a Fundação está a trabalhar.

;

A publicação deste primeiro número da Blimunda coincide com a abertura ao público da nova sede da Fundação, na emblemática Casa dos Bicos. Este espaço, totalmente recuperado, permitirá a criação de um novo centro cultural na Cidade de Lisboa, à disposição de todos os que nos queiram visitar e, talvez, partilhar objectivos. A Fundação abre as suas portas com uma grande exposição sobre a vida e a obra de José Saramago, organizada por Fernando Gómez Aguilera e intitulada José Saramago. A Semente e os Frutos. Nela podem ser vistos diversos originais do escritor, um conjunto de vídeos e várias centenas dos livros que escreveu e que foram publicados em todo o mundo, quer dizer, os saborosos frutos que nasceram das sementes do trabalho realizado ao longo de uma longa vida plena que culminou a 18 de junho de 2010, faz agora dois anos, e que com este número de Blimunda humildemente se pretende homenagear.

Advertisements